A fisiologia do cabelo

Os cabelos são pelos terminais queratinizados que crescem no couro cabeludo, mais compridos e concentrados que os pelos fetais ou lanugos presentes em outras regiões do corpo. No corpo de um adulto, estima-se que haja cinco milhões de folículos pilosos, dos quais um milhão na cabeça e 100.000 cobrindo o couro cabeludo.

O cabelo possui três camadas:

  • Cutícula: camada mais externa do fio, que se divide em camadas sobrepostas, protege o fio e deixa antever sua coloração;
  • Córtex: camada intermediária, em que se pode transformar a estrutura do cabelo;
  • Medula: parte central do fio, vazia ou preenchida com queratina esponjosa.

Os fios de cabelo submetem-se repetitivamente à obsolescência e ao renascimento planejados. A produção do cabelo é um processo cíclico dividido em três fases: anágena (crescimento ativo), telógena (repouso) e catágena (queda).

A velocidade de crescimento do cabelo em geral oscila de seis mm a 1,2cm por mês, variando conforme a localização do folículo piloso, idade e sexo. Períodos de crescimento (anágena) duram entre 2 e 8 anos, quando são seguidos por um breve período de 2 a 4 semanas de degradação (catágena), passando então passam para a fase de repouso (telógena,) que dura de 2 a 4 meses.

Aproximadamente 90% dos cabelos existentes no couro cabeludo estão em fase de crescimento. O restante encontra-se em fase de repouso, cuja duração aproximada é de 2 a 4 meses. O cabelo cai ao atingir o fim desta fase. Conforme o corpo envelhece, o crescimento dos cabelos fica mais lento.

É normal perder de 50 a 100 fios de cabelo por dia. Sempre que um fio cai, é substituído por outro no mesmo folículo, dando início a um novo ciclo de crescimento.

Os cabelos podem ser loiros, castanhos, ruivos ou pretos, de acordo com o nível de melanina presente em sua composição. Cabelos naturalmente louros em geral apresentam-se em maior quantidade (140.000 fios) do que aqueles de cor escura (105.000 fios) ou ruiva (90.000 fios).

 

Fonte: http://www.sbcd.org.br/pagina/1603