Exercícios físicos: prevenir para viver melhor

Praticar esportes nunca foi o seu forte, passa horas e horas sentado e sente que, apesar da sua juventude, o seu corpo já não é o que era?

Veja o que você pode fazer aos 30 e aos 40 para chegar bem aos 50!

 
Women exercising in a fitness center

 

Antes dos 30: Maximizar a saúde do organismo

Todos sabem que praticar esportes é importante em qualquer idade. As pessoas se tornam sedentárias cada vez mais jovens e desprezam a importância da atividade física. O exercício físico para os jovens é absolutamente essencial para o posterior desenvolvimento do organismo, já que todas as nossas capacidades físicas são potencializadas apenas até os 30 anos. A massa óssea atinge o seu valor máximo nesta altura, bem como a massa muscular e a aptidão cardiorrespiratória, que consiste na capacidade de absorver oxigênio.

A funcionalidade do organismo é  maximizada na idade jovem. A densidade mineral óssea consolida-se por volta dos 30 anos, que é quando atinge o seu valor máximo.

A partir da meia-idade, que em termos de funcionamento orgânico se situa entre os 30 e os 40 anos, é muito difícil aumentar os níveis de força e resistência.

O desenvolvimento natural do organismo implica a perda gradual destas capacidades. É possível mantê-las, mas dificilmente se supera o pico atingido  enquanto jovem. O mais importante? Potencializar a massa óssea e muscular ao  máximo na juventude, para que, enfrentando o envelhecimento natural do organismo, os valores absolutos nunca venham a ser demasiado reduzidos e preocupantes.

Depois dos 30: Manter os níveis conquistados na juventude

A partir dos 30 anos o principal objetivo está em minimizar as perdas consequentes do envelhecimento e não deixar que os valores de massa óssea e muscular desçam abruptamente.

O objectivo é atrasar o envelhecimento e manter-se jovem e ativo. Uma coisa é chegar ao máximo que corpo permite, outra coisa é, para a saúde, não sentir tanto as perdas naturais do envelhecimento. As bases foram construídas na juventude e mantê-las não só é possível como é essencial para uma vida saudável.

Blond girl with heavy dumbbell

 

Vale a pena começar depois dos 30 anos?

Nunca é tarde e, mesmo com um esforço mínimo, os benefícios são inúmeros. Aliás, se nunca fez exercícios, basta iniciar uma atividade regular e moderada para aumentar automaticamente as capacidades cardiorrespiratórias.

Numa pessoa sedentária, a passagem para um estilo de vida moderadamente ativo, reduz a probabilidades de mortalidade por qualquer causa relacionada com o sedentarismo.

O objetivo é fazer 150 minutos de exercício regular moderado por semana, o que equivale a 30 minutos por dia útil. E que tipo de exercícios? Todos os que implicam o movimento do corpo. O importante é se mexer!

O exercício moderado é aquele que é mantido sem grande esforço, durante o qual estamos muito cansados para manter uma conversa fluída e profunda, mas conseguimos trocar algumas palavras ou frases curtas.

 

A melhor prevenção

Sabemos que o sedentarismo é a causa de muitas das mais graves doenças do nosso tempo. Comer de forma desregulada e esquecer que o corpo foi desenhado para se mexer são os grandes pecados que conduzem a um envelhecimento precoce e com menos qualidade de vida. Mas nem tudo está perdido.

A prática regular de exercício é a melhor prevenção, e mesmo tratamento, para algumas destas doenças. Em pessoas saudáveis, o exercício moderado previne a osteoporose, as doenças cardiovasculares coronárias, a sarcopenia (perda de massa muscular), a obesidade e a diabetes tipo 2. No que diz respeito à osteoporose, o exercício permite reduzir a perda gradual de massa óssea e, quando associado a movimentos de carga mecânica, em que usamos pesos ou mesmo apenas sustentando o próprio peso corporal, é benéfico no fortalecimento da estrutura dos ossos e da densidade mineral óssea.

man-exercising

 

Já a melhoria das capacidades cardiorrespiratórias promovida pelo exercício  previne várias doenças cardiovasculares como o enfarte do miocárdio, entre  outras. A perda de massa muscular (sarcopenia), como doença diretamente causada pelo sedentarismo, é atenuada pelo trabalho muscular, conjugado com a ingestão de proteínas. Por último, mas não menos importante, a prática de  exercício físico moderado é também um dos melhores aliados contra a diabetes tipo 2, bem como na prevenção da obesidade por ajudar a controlar o aumento de peso. Tudo isto sem precisar se tornar num rato de academia.

 Não precisa fazer exercício físico intenso. O  exercício moderado traz todos os benefícios ao nível da prevenção. O  importante é ser regular. Por outro lado, o tempo despendido com o exercício é excelente para fortalecer as relações sociais, se o compartilhar com colegas, amigos ou com a família. Com a vantagem de em um dia que esteja desanimado, é mais difícil desistir porque os outros vão motivá-lo.

78650450

 

150 minutos por semana chegam?

 A explicação para a definição deste objetivo está nas grandes diretrizes de saúde mundiais para a população em geral.

150 minutos por semana, que equivalem a 30 minutos 5 vezes por semana, garantem que com o mínimo de exercício e o mínimo de tempo, você não terá problemas associados ao sedentarismo.

 Para maiores informações acesse: Clínica de Pele

Curta nossa página no Facebook, e acompanhe nossas dicas de beleza, saúde e estética diariamente: Clínica de Pele no Facebook