Vilãs do envelhecimento

Só  de falar o nome já causa temor: as rugas profundas são aquelas que não desaparecem mesmo quando a face está em repouso e, para muitos, são grandes vilãs do envelhecimento. Quando chegam nesse estágio, é sinal de que o processo está avançado.

Esse tipo de ruga consegue ser diferenciada das superficiais, que são rasas e somem quando a pele não está em movimento.. Não há uma idade fixa para seu aparecimento. São mais frequentes após a quarta década de vida, contudo, quando as pessoas se expõem muito ao sol ou fumam, as vilãs do envelhecimento podem surgir mais cedo.

Esses hábitos são os grandes causadores do envelhecimento cutâneo. Movimentos de repetição, como aqueles que fazemos quando nos expressamos, se não forem tratados, também terminarão com fratura no colágeno, resultando nas rugas profundas e fixas.

O problema acontece quando a alteração chega à derme (camada intermediária da pele), que fica abaixo da epiderme, região onde se encontra o colágeno e a camada elástica. Quando essas camadas desestruturam, formam-se as rugas profundas.

Existem maneiras de atenuar e retardar o aparecimento das rugas profundas. Protetor solar e boa alimentação para combater radicais livres e oxidação são bem-vindos. Entretanto, não há solução que previna as rugas de forma definitiva. Para suavizar os sinais, os tratamentos dermatológicos são os mais indicados, entre os mais procurados, estão os menos invasivos. Conheça alguns deles:

Preenchimento: no tratamento realizado com ácido hialurônico, a substância é absorvida pelo corpo nas áreas necessitadas, por meio de aplicações.  Geralmente, não é preciso  anestesia, pois o procedimento é rápido e bem tolerado. Caso a paciente prefira, pode-se optar pelo creme anestésico.

Toxina botulínica A: injeta-se o produto na região afetada (como testa, ao redor dos olhos, entre as sobrancelhas e queixo) e o resultado é o bloqueio da liberação de acetilcolina – neurotransmissor responsável por transmitir as mensagens do cérebro para o músculo. Esse processo paralisa o movimento muscular e evita novas contrações, fato que impede o agravamento das rugas profundas.

Drenagem linfática: trata-se de massagens na região em que as rugas estão aparentes. Os movimentos feitos à mão ou por meio de aparelhos, reduzem a retenção de líquido e acionam o metabolismo.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o que causa as vilãs do envelhecimento e os tipos de tratamentos, não se esqueça de consultar um médico de sua confiança.

 

Fonte: alemdabeleza.com.br