Parei com o anticoncepcional. E agora? – Saiba as mudanças que podem acontecer na pele

Quem decide interromper o uso da pílula anticoncepcional, percebe algumas mudanças, principalmente na pele. Isso acontece porque o corpo fica habituado a receber os hormônios e, quando acontece a pausa, é preciso de um certo tempo para normalizar suas atividades.

Muitas pacientes utilizam a pílula anticoncepcional para tratar disfunções hormonais que se refletem na pele? Quais são esses casos?

O principal caso seria a acne, tanto em adolescentes quanto em mulheres adultas. Na adolescência, o anticoncepcional melhora o aspecto da pele ao equilibrar a disfunção hormonal desse período. Tanto nessa  fase como também na adulta, o medicamento pode ser usado como coadjuvante na síndrome dos ovários policísticos, que é um dos sintomas aparecimento de acne.

O que esperar, de efeito na pele, quando a paciente decide parar de tomar pílula anticoncepcional?

Com a retirada do anticoncepcional, o corpo volta a produzir progesterona e andrógenos, hormônios que acabam aumentando a oleosidade da pele, o que facilita o aparecimento de espinhas e cravos.

Quais são as principais reações?

Além do aumento de acne, já citado, quando paramos de tomar anticoncepcional podem acontecer diversas reações: aumento ou diminuição dos pelos do corpo, diminuição do tamanho das mamas, aumento ou diminuição de peso, aumento da libido, cólicas e desregulação do ciclo menstrual e aumento de secreção por volta da ovulação.

 Por que isso acontece?

AUMENTO OU DIMUNUIÇCÃO DE PELOS: ao parar o medicamento, o aumento da produção de testosterona pode fazer com que aumente a produção e espessura dos pelos no corpo. Esse efeito passa com o tempo.

AUMENTO DA LIBIDO: mais uma vez a causa é a diminuição do hormônio masculino no corpo que, por sua vez, tem grande influência sob a libido. Quando acontece a pausa, os níveis hormonais voltam ao normal e, consequentemente, o apetite sexual aumenta.

DIMINUIÇÃO DO TAMANHO DA MAMA E AUMENTO OU DIMINUIÇÃO DE PESO: alguns tipos de anticoncepcionais, assim como o aumento de hormônios femininos, podem causar mais retenção de líquido no corpo que o normal, fazendo com que os seios cresçam e a balança suba um pouquinho. Quando o uso do medicamento é interrompido, consequentemente, o corpo volta a desinchar.

Quais cuidados a paciente deve tomar antes da pausa posso evitar essas reações? Ela precisa se programar com qual antecedência?

É importante avaliar juntamente com o ginecologista e dermatologista as melhores indicações de contracepção para interrupção da medicação e planejar um tratamento dermatológico caso a paciente tenha tendência à acne.

 

Fonte: alemdabeleza.com.br

O QUE SÃO PARABENOS? DERMATOLOGISTA EXPLICA QUAIS SÃO OS MALEFÍCIOS DESTAS SUBSTÂNCIAS PARA O ORGANISMO

Parabenos são conservantes que protegem produtos contra o crescimento de fungos e bactérias. Amplamente usados na indústria cosmética em produtos para o cabelo, maquiagens e até lenços umedecidos, essas substâncias são constantemente relacionadas ao desenvolvimento de algumas doenças.

A substância ainda está sendo estudada

A substância desencadeia alergias, irritações e sensibilizações cutâneas. O acúmulo de parabeno no organismo, segundo estudos, pode gerar doenças como câncer de mama, melanoma e afetar a fertilidade. Entretanto, essas pesquisas foram feitas com doses muito altas, que não são encontradas nos produtos do nosso cotidiano. Por isso, ainda faltam resultados mais conclusivos sobre a sua relação com desenvolvimento de cânceres.

Saiba como identificar o parabeno em um produto

Pode-se detectar a sua presença em algum produto olhando a embalagem. Na parte dos ingredientes ou composição, basta procurar a palavra parabeno ou paraben. Também é comum conter um prefixo, como butilparabeno e metilparabeno. Caso não tenha, o produto é parabeno-free!

O parabeno não é o único ‘vilão’

Os produtos sem parabenos têm um custo maior e, por esse motivo, ainda não são maioria no mercado, já que ele é um conservante muito acessível. É bom lembrar que o parabeno não é o único produto que pode causar malefícios e toxicidade para a saúde, há outros como formol, ftalatos e benzofenona, que também merecem atenção especial na hora da compra.

Ficou com dúvidas? Procure o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia e agende uma consulta!

 

Fonte: dermaclub.com.br

ÁCIDO SALICÍLICO E LHA: DERMATOLOGISTA EXPLICA A IMPORTÂNCIA DO USO DESSES ATIVOS NO TRATAMENTO DA PELE OLEOSA

Quem tem a pele oleosa sabe como é difícil manter o rosto com aspecto sequinho e controlar o surgimento de cravos e espinhas. Além dos cuidados rotineiros, como a higiene facial, é importante implementar o uso de dermocosméticos com ativos que ajudam a tratar esses incômodos causados pelo excesso de sebo, como os ácidos salicílico e o LHA. Você sabe como cada um funciona? De que maneira eles agem nesse tipo de pele?

O ácido salicílico age no combate à oleosidade e à acne

Por ter uma produção maior de sebo, a pele oleosa exige uma atenção maior na hora da limpeza. Sendo assim, devemos apostar no uso de produtos com ativos que promovem maior remoção de gordura e, algumas vezes, que afinam a região cutânea para minimizar o excesso de brilho e diminuem os comedões. Um deles é o ácido salicílico, que, em dermocosméticos de limpeza, tem função adstringente, para remover a oleosidade, e ação esfoliante das camadas mais superficiais, além de ajudar a diminuir as bactérias do rosto, evitando a acne. Além disso, a substância também tem ação anti-inflamatória, que auxilia no tratamento da acne em geral.

O LHA remove a oleosidade, além de diminuir brilho da pele oleosa

Já o LHA, um ativo da família dos alfa-hidroxiácidos, promove a remoção da oleosidade pelo afinamento da epiderme, que ajuda a melhorar a qualidade da pele e diminuir o brilho da pele oleosa. A substância também possui ação queratolítica, que ajuda a impedir a formação de cravos. Além dos benefícios proporcionados para a pele acneica, o LHA age na prevenção e tratamento do envelhecimento.

LHA e ácido salicílico: una esses dois ativos em um dermocosmético só

Para ter um melhor resultado no tratamento da oleosidade, aposte em um produto composto por esses dois ativos. Essa associação é muito útil porque que o ácido salicílico ajuda a afinar a pele e ainda permite a melhor atuação do LHA, ambos promovem a renovação da camada superficial da pele, mas atuam de formas diferentes, sendo mais efetivos.

 

Fonte: dermaclub.com.br

SOS DA PELE SAUDÁVEL: VEJA COMO RECUPERAR ROSTO E CORPO EM 3 ETAPAS

Surgiu uma festa de última hora, casamento ou formatura? Não se preocupe! Ainda dá tempo de melhorar o aspecto da sua pele. Para recuperar o viço e a hidratação do rosto, alguns passos podem ser seguidos, mas se você ainda não sabe por onde começar, confira abaixo 3 dicas:

1) Limpe! A higienização da pele é fundamental

Antes de começar qualquer cuidado com a pele, é muito importante se assegurar de que ela está devidamente higienizada. Para isso, o ideal é que seja limpa duas vezes ao dia, de manhã e à noite, de modo a evitar o acúmulo de resíduos, como maquiagem e poluição. Então, nada de dormir com o make do dia no rosto! O excesso de sujeira pode levar ao entupimento dos poros, processo que impulsiona o surgimento de cravos e espinhas, além de acelerar o envelhecimento.

Para completar essa etapa do tratamento, esfoliar a pele duas vezes por semana também é indispensável, já que esse procedimento retira as células mortas e estimula a renovação celular. O resultado? Uma pele limpa, iluminada e revigorada!

2) Hidrate! Saiba como recuperar a suavidade da pele

Para recuperar o viço e manter a saúde da pele, investir na hidratação é o segredo. Por isso, é fundamental usar produtos que sejam indicados para cada tipo de pele e área do corpo. E vale lembrar que: sim, até os rostos oleosos precisam de nutrição! Além disso, para impulsionar os resultados, beber muita água é de extrema importância. Esse hábito estimula a renovação de dentro para fora.

3) Proteja-se! O sol pode provocar verdadeiros estragos na sua pele

A proteção da pele é essencial durante todo o ano, não apenas nos dias que antecedem um evento. Isso porque as radiações solares penetram profundamente na pele e causam diversas alterações, do bronzeamento ao surgimento de manchas, podendo resultar em doenças sérias, como o câncer. Para evitar que isso ocorra, mesmo em lugares fechados e em horários menos propícios, a aplicação do protetor solar deve ser contínua. Aposte em um produto com FPS superior a 30 e reaplique-o a cada duas ou três horas.

 

Fonte: dermaclub.com.br

ABACATE, BETERRABA: VEJA A LISTA DE ALIMENTOS ANTI-IDADE, QUE OFERECEM VITAMINAS E ANTIOXIDANTES À SUA PELE

O envelhecimento é um processo natural do organismo, que pode ser acelerado devido à exposição a diversos fatores internos e externos, como o estresse, a má alimentação, a poluição e a radiação UV. Para evitar rugas, manchas e flacidez antes do tempo, que tal apostar em alimentos anti-idade? Ricos em vitaminas e substâncias antioxidantes, eles ajudam a manter a pele saudável e longe do excesso de radicais livres. Listamos alguns que podem ser incluídos na sua dieta. Olha só!

 

Fonte: dermaclub.com.br

Cosméticos orgânicos

Muito se fala em questões ambientais e, em quase todos os setores, marcas se engajam em causas e lançam produtos com essa responsabilidade social. Seguindo essa tendência, no mercado de beleza, os cosméticos ecologicamente corretos, ganham cada vez mais espaço e adeptos.

A procura pelo consumo de orgânicos tem aumentado, principalmente por pacientes que costumam adotar um estilo de vida mais saudável e sustentável. Outro fato curioso é que, de uns tempos para cá, celebridades adeptas aos orgânicos têm contribuído para impulsionar esse tipo de consumo.

Entre as vantagens dos produtos que não possuem aditivos químicos em suas formulações está o baixíssimo risco de reação alérgica. Já sobre o uso de cosméticos orgânicos como máscara faciais, em conjunto aos principais tratamentos minimamente invasivos, como preenchimento de ácido hialurônico e toxina botulínica A. Não existem restrições, sejam os produtos orgânicos ou não. Apenas respeitar o mínimo de 12h após a aplicação, exceto os filtros solares.

Para quem procura por esses cosméticos, a dica é tirar o foco das farmácias e lojas tradicionais e partir para estabelecimentos de produtos naturais, lojas on-line especializadas e feirinhas de orgânicos, onde geralmente são encontrados.

E já que o tema orgânico ainda confunde um pouco com produtos de outras características, aqui vai uma ajudinha:

Orgânico: tem no mínimo 95% de matérias-primas orgânicas em relação ao total de naturais utilizadas na sua composição.

Vegano: não possui nenhum ativo de origem animal e, no seu processo, também não foi testado em animais.

Natural: tem 95% de matéria-prima natural em sua composição

A importância da sustentabilidade, até quando o assunto é beleza: Sempre que pudermos optar por uma forma de poluir e degradar menos nosso meio ambiente, estaremos preservando a nós mesmos.

 

Fonte: alemdabeleza.com.br

ZINCO + PELE OLEOSA: CONHEÇA OS BENEFÍCIOS DO ATIVO MINERAL PARA QUEM TENDÊNCIA AO BRILHO EXCESSIVO NO ROSTO

Com certeza, você já ouviu falar sobre zinco em algum momento da sua vida. Porém, sabia que, além da tabela periódica, esse elemento é superimportante para a saúde da pele, especialmente para a oleosa? A substância é fundamental no processo de cicatrização das lesões de espinhas, além de possuir um efeito anti-inflamatório. Quer saber outros benefícios desse ativo? A dermatologista Tatiana Matos, da Bahia, contou para o DermaClub.
A falta de zinco pode refletir em vários problemas para a pele
O zinco está presente em quase todo o corpo. Suas enzimas se concentram nos ossos, unhas, cabelo e, principalmente, no sangue e na pele. A falta desse elemento pode levar à muitas complicações, como cicatrização lenta, aumento da oleosidade, aparecimento de espinhas, eczema e psoríase. Por isso, o zinco é tão crucial para manter a pele viçosa, bonita e, principalmente, saudável.
Entenda os efeitos desse mineral para a pele com acne, queimaduras e outras lesões
Uma das funções mais importantes do zinco é estimular o trabalho dos glóbulos brancos do sangue. Eles são fundamentais para o sistema imunológico, agindo no processo de defesa do organismo contra diversas agressões, como queimaduras e feridas, que surgem na pele. De acordo com a Dra. Tatiana, dessa forma, a substância também é uma forte aliada para o tratamento da acne, já que diminui o processo inflamatório das lesões de espinhas. “O zinco também ajuda a aumentar o tempo de efeito da toxina botulínica, em prol do rejuvenescimento do rosto”, explicou.
Os benefícios que o zinco oferece para a pele oleosa
O ativo é eficaz para muitos quadros dermatológicos, mas quem acaba aproveitando melhor os benefícios do zinco, sem dúvidas, são as pessoas que têm tendência à oleosidade. Isso porque o mineral é responsável por organizar a queratinização da pele, colaborando com o controle da secreção sebácea. “A queratina produzida, normalmente, obstrui os poros, resultando na formação da acne. Assim, a substância regula a produção de brilho e, consequentemente, a formação de cravos e espinhas”, contou a médica.
Onde encontrar o zinco no dia a dia?
Deu para perceber que o zinco tem ações importantes para a saúde de todo organismo. Mas, como podemos aproveitar os benefícios do ativo ao longo do dia? Existem muitos dermocosméticos que o possuem na composição e, por isso, é importante conversar com um dermatologista para descobrir as melhores opções para as suas necessidades. Uma das alternativas é investir em produtos à base de zinco, que minimizam o brilho da pele e ainda agem como tratamento para a pele oleosa.

Fonte: dermaclub.com.br

PELE OLEOSA: PROTETOR SOLAR FÍSICO 100% MINERAL É INDICADO PARA QUEM TEM TENDÊNCIA A BRILHO EXCESSIVO E ACNE

Você já sabe que a proteção solar é um dos passos fundamentais para a saúde da pele, e ela não só minimiza as chances de queimaduras e câncer de pele, como também evita o envelhecimento precoce. Agora, a novidade na indústria dermocosmética é o filtro solar mineral 100% físico, que, antes, era indicado somente para pessoas com tendência à sensibilidade. No entanto, hoje, existem opções ideais para uso diário, inclusive para quem tem pele oleosa ou acneica. Ficou curiosa para saber mais sobre o produto? Olha só!

Quais são os diferenciais do protetor solar mineral 100% físico

O filtro solar físico oferece alta proteção contra as radiações UVA e UVB e é composto por minerais, como dióxido de titânio e óxido de zinco. Assim, sua tecnologia permite que, ao aplicar o produto sobre a pele, os raios sejam refletidos. O principal benefício desse tipo de filtro solar é que ele atua sem causar reação química, criando uma barreira física de proteção.

O protetor solar mineral 100% físico é indicado para todos os tipos de pele, principalmente as oleosas

Como não há reação química na pele, a médica explica que o protetor solar mineral 100% físico é muito indicado para quem tem tendência à sensibilidade e à oleosidade, mas é ideal para todos os tipos de pele. O produto também é um importante aliado na prevenção contra manchas, como o melasma e marcas de acne, já que ajuda na proteção contra a luz visível – produzida por celulares, tablets e computadores, por exemplo -, que é uma das principais responsáveis pelo escurecimento cutâneo. Assim, peles sensíveis, com manchas, oleosas e acneicas são as mais beneficiadas pelo dermocosmético.

Veja como inserir o protetor solar mineral na rotina de cuidados com a pele

O filtro solar mineral 100% físico deve ser utilizado como qualquer outro fotoprotetor. Logo pela manhã, com a pele limpa, e após a sua rotina de tratamento, aplique o produto, garantindo que todas as áreas expostas sejam atendidas. Não esqueça de reaplicá-lo ao longo do dia, e caso esteja na praia ou na piscina, passe novamente o produto após o mergulho.

 

Fonte: dermaclub.com.br

HIDRATAÇÃO + FILTRO SOLAR NO INVERNO: ENTENDA COMO ESSA COMBINAÇÃO PODE AUMENTAR A PROTEÇÃO DA SUA PELE

Sabe-se que tanto o hidratante quanto o filtro solar são indispensáveis para manter a saúde e a beleza da pele, mesmo no inverno. Mas, você sabia que esses dois produtos, juntos, oferecem uma proteção ampla para o corpo e o rosto durante a estação?

Entenda por que a proteção solar também deve ser uma preocupação no inverno

A proteção solar deve ser uma preocupação em qualquer época do ano. Apesar da incidência de raios ultravioletas tipo B, que são os principais causadores de câncer de pele, ser menos no inverno, existem os raios do tipo A, que também são nocivos e possuem alto poder de penetração, causando melanoses solares e fotoenvelhecimento. Mesmo em dias nublados ou na neve, nós estamos suscetíveis aos efeitos da radiação solar. Além disso, os raios ultravioleta em excesso, ao longo dos anos, podem afetar o colágeno na pele, causando flacidez.

Saiba a importância de hidratar a pele no inverno

Durante esta estação, há uma baixa na umidade do ar e o corpo transpira menos. Esses dois fatores, aliados à rotina de banhos quentes e demorados e o uso de sabonetes em excesso removem a oleosidade natural da pele, contribuindo para o seu ressecamento. Por isso, a hidratação é fundamental para evitar coceiras, irritações, descamações e, principalmente, intensificar a barreira de proteção natural da pele.

Por que aliar hidratação e proteção solar no inverno?

Quando a pele está desidratada e a temperatura está baixa, a pele tende a ficar ressecada e, assim, a barreira cutânea fica frágil. “Essa ação deixa a pele exposta à radiação solar, ação de vírus, bactérias e outras doenças, como dermatites e alergias. Dessa forma, quando aplicamos o hidratante com protetor solar, além da pele ficar mais macia e nutrida, ela ganha uma camada extra de proteção contra agentes agressores.

 

Fonte: dermaclub.com.br

Como cuidar da pele oleosa

Quem tem pele oleosa sofre com brilho excessivo e o aparecimento de acnes. Para reverter essa situação, é preciso conhecer os produtos mais indicados para esse tipo de cútis.

Além da predisposição genética, a alimentação e os hábitos do dia a dia também são fatores importantes e que devem ser considerados ao cuidar da pele oleosa. Comer com frequência alimentos muito gordurosos ou com alto índice glicêmico, como frituras e doces, colabora para aumentar a oleosidade. Viver em um lugar muito quente e úmido também não ajuda. A cada aumento de 1°C na temperatura da cútis, há 10% a mais da produção de sebo..

O uso de cosméticos muito cremosos também contribui para o aumento do brilho da pele. A escolha dos produtos corretos é muito importante. Pessoas que sofrem com a oleosidade devem preferir cosméticos adstringentes como géis, sabonetes e loções que contenham ácido salicílico.

Esfoliação uma vez por semana também pode ser uma boa pedida, já que ajuda a remover as células mortas. A hidratação com os produtos específicos é essencial para cuidar da pele oleosa, pois a falta dela pode piorar o problema.

Os tratamentos indicados são peelings químicos superficiais, como o de ácido retinóico ou ácido salicílico. Em casos mais graves, também vale investigar se existem outros fatores internos atuando, como os hormônios desregulados. Para esse tipo de problema, indica-se o uso da isotretinoína via oral, durante período indicado pelo dermatologista. Dessa forma, a produção de sebo vai diminuindo gradativamente.

Certamente, a boa notícia para quem sofre com a oleosidade é a menor propensão para as rugas. A cútis é mais resistente à ação dos agressores externos e capaz de promover a renovação celular com mais facilidade. Porém, é claro que com a chegada da idade, mesmo a pele oleosa enruga e envelhece. Nesses casos, o mais indicado é recorrer aos tratamentos de rejuvenescimento, como o preenchimento facial.

 

Fonte: alemdabeleza.com.br