PROTEÇÃO SOLAR PARA AS GRÁVIDAS: DESCUBRA OS CUIDADOS NECESSÁRIOS COM A PELE DURANTE A GESTAÇÃO NO VERÃO

O verão chegou e, com ele, os termômetros beirando os 40 graus deixam os dias ainda mais difíceis para as grávidas. Isso porque, nessa época do ano, além do desconforto devido ao calor, é preciso se preocupar com a proteção solar e o risco de manchas na pele. Assim, é necessário alguns cuidados extras para garantir o bem-estar das futuras mamães. Confira quais são!

Entenda a importância da proteção solar na gravidez e seus benefícios durante o verão

A proteção solar é essencial em qualquer fase da vida, mas, durante a gestação, é ainda mais importante proteger a pele do sol, já que o risco de marcas na pele aumenta. “Nesse período, é muito comum o surgimento de melasma, tipo de mancha castanha e de aspecto desenhado, que aparece na face, principalmente, nas bochechas e na testa. Por isso, quando há risco ou presença de marcas, a escolha de filtros com cor é ainda mais indicada, pois apresenta maior proteção contra a luz visível, que também implica no surgimento das manchas”.

Descubra por que a pele da grávida fica suscetível ao melasma com a falta de proteção solar

O melasma é uma doença multifatorial, que ocorre por predisposição genética, associada a fatores hormonais. No entanto, é estimulada pela exposição ao sol e à luz visível. “A proteção solar com filtros com cor e FPS alto, além do uso de barreiras físicas, como roupas e chapéus, e o hábito de ficar na sombra são fundamentais tanto na prevenção quanto no tratamento do melasma”. “É possível clarear as manchas, muitas vezes, apenas protegendo-se do sol de maneira adequada. Porém, o cuidado com os raios solares deve ser constante, já que um dia de exposição sem filtro solar pode colocar tudo a perder”.

É preciso se preocupar com a fórmula do filtro solar na gravidez

O uso de formulações que contenham filtros solares físicos é ótimo para gestantes, já que eles agem como uma barreira protetora, preferencialmente com cor e FPS acima de 50. Além disso, é importante ficar atento para a característica da pele: quem tem tendência à oleosidade deve optar por filtros com toque seco, enquanto as gestantes com peles mais secas podem escolher texturas cremosas.

Saiba quais são os efeitos do não uso do protetor na gravidez durante o verão

Além dos efeitos indesejados a longo prazo, como envelhecimento precoce e aumento do risco de câncer de pele, a curto prazo também podem aparecer manchas, queimaduras, descamação e até bolhas.

Fonte: dermaclub.com.br

ROTEÇÃO SOLAR INFANTIL: COMO ESCOLHER? SAIBA COMO MANTER AS CRIANÇAS PROTEGIDAS DOS RAIOS UV

Verão é sinônimo de férias, além de ser uma das épocas preferidas das crianças durante o ano, já que os passeios em família para praia e piscina são mais comuns. No entanto, os pequenos também precisam proteger a pele da exposição solar, até mais do que os adultos.

Crianças precisam de proteção solar especial

A pele das crianças é muito mais sensível e, por isso, precisa de uma maior proteção solar. Os filtros solares para adultos possuem mais substâncias químicas que, se usadas em crianças, podem penetrar a pele e atingir o organismo, provocando reações alérgicas. “Os filtros especiais para crianças têm menor quantidade de filtros químicos, são predominantemente constituídos por físicos, que atuam refletindo os raios UV, além de serem mais seguros para a pele sensível”.

Descubra qual a melhor forma de proteger as crianças da exposição solar

Evitar o sol é a melhor opção, mas, no verão, a vontade de ficar na praia ou na piscina é grande. Por isso, o ideal é usar filtro solar com FPS igual ou maior a 30 e aplicar de forma generosa, a cada duas horas ou após o mergulho. “Até os seis meses, o ideal é não expor a criança diretamente ao sol. Mas, entre os seis meses e dois anos, recomendo passar protetor solar adequado e, sempre que possível, usar chapéus e roupas especiais com fator de proteção ultravioleta (FPU)”.

Além do protetor, qual a outra forma de proteger a criança da exposição solar?

As roupas com fator de proteção são uma escolha prática, já que protegem todo o tronco. O banho de sol, necessário em bebês para a síntese de vitamina D, deve ser de 20 minutos, se a criança estiver vestida, e apenas 5 minutos, só de fralda. Dessa forma, filtros solares só podem ser usados a partir dos seis meses de idade, pois não existem estudos que atestem a segurança dos protetores abaixo dessa idade.

 

Fonte: dermaclub.com.br

REPELENTE É FUNDAMENTAL! SAIBA COMO CUIDAR DA SUA PELE PARA PREVENIR PICADAS DE MOSQUITO NO VERÃO

Verão é sinônimo de praia, piscina e viagens… Mas também traz com ele uma quantidade maior de mosquitos, dos quais a picada pode irritar a pele causando coceira e reações alérgicas. Mesmo que, na maioria dos casos, as mordidas não sejam prejudiciais, alguns insetos podem apresentar riscos à saúde.

Veja quais as melhores formas de evitar picadas de mosquito no verão

Durante a temporada mais quente do ano, costumamos usar menos roupa devido ao calor, deixando a pele mais exposta e suscetível às picadas de mosquito. A melhor forma para evitar o incômodo das mordidas é, principalmente, com o uso de repelente e com a eliminação de focos de água parada. Além disso, o uso de mosquiteiros e telas nas janelas e portas cooperam para diminuir os ataques.

Repelente: conheça a sua função e a fórmula mais adequada para a pele

Uma das prevenções contra mosquitos mais eficaz é o uso do repelente. Esse produto atua formando uma camada de vapor que possui um odor repulsivo para os insetos, repelindo-os simultaneamente. “Segundo a ANVISA e a OMS, os produtos mais seguros são os que apresentam DEET, IR3535 e icaridina em sua fórmula. Essa última substância oferece uma proteção de até dez horas, enquanto as outras perdem o efeito em até quatro horas, sendo necessário a reaplicação do produto com mais frequência”.

O repelente é recomendado para qualquer pessoa e idade? Entenda

Como todo produto, existem algumas indicações para o uso do repelente. “Crianças com menos de seis meses não podem usá-lo, pois a pele é mais sensível e corre risco de intoxicação”. Assim, como a sua aplicação em adultos não deve ser de mais de três vezes ao dia para evitar o mesmo problema.

Saiba quais são as recomendações para a aplicação do repelente

O ideal é colocar o repelente nas mãos e, cuidadosamente, passar no rosto, evitando os olhos e a boca, e no corpo. Enquanto, sobre a quantidade certa, depende de fatores como o princípio ativo – por isso, é fundamental a ida ao dermatologista. Outra indicação é evitar o uso de formulações em spray e aerosol pelo risco de contato com as mucosas.

Fonte: dermaclub.com.br

PROTEÇÃO NO VERÃO: DESCUBRA COMO AMENIZAR OS EFEITOS DAS AGRESSÕES EXTERNAS NA PELE

O verão é um dos momentos mais esperados para quem gosta de praia, piscina e tudo mais que a temporada quente propicia. Porém, é a época do ano na qual a pele mais precisa de cuidados para amenizar os efeitos das agressões externas – radiação solar e a poluição, por exemplo -, que têm diversos resultados negativos sobre a pele, como o envelhecimento precoce.

Como as agressões externas, como sol e poluição, afetam a pele?

Os fatores externos estimulam a produção de radicais livres – moléculas instáveis que provocam estresse oxidativo, agredindo as células saudáveis e cooperando para o envelhecimento precoce da pele. Assim, ficam mais evidentes linhas de expressão, rugas, flacidez e manchas. Juntos, o sol e a poluição potencializam esses efeitos danosos na pele, já que colaboram para a degradação das fibras de colágeno e elastina, mudanças na atividade biológica das proteínas e no funcionamento das células.

Descubra os cuidados necessários para prevenir os efeitos do sol e da poluição na pele

A forma mais garantida de obter uma proteção completa e eficiente contra os efeitos da radiação solar e da poluição é com o uso do filtro solar associado a antioxidantes. Enquanto os protetores impedem a ação dos raios UVA e UVB na pele, os antioxidantes agem diretamente na redução dos radicais livres já formados.

Outra dica, é aplicar a água termal várias vezes ao dia! O produto, além de refrescar, também tem ação antioxidante. E é claro: invista em uma alimentação balanceada, rica em frutas, verduras e legumes. O verão pede alimentos leves e repleto de bons nutrientes!

Redermic R Corrective UV FPS30 é a alternativa certa para cuidar da pele durante a estação mais quente

Quem não gosta de reunir diversos benefícios em um só produto? Além de reduzir o número de itens no nécessaire, eles ainda fazem você perder menos tempo, já que minimizam a quantidade de passos. Agora, imagine poder cuidar da pele no verão com um dermocosmético que possui filtros UV, antioxidantes e retinol – ativo consagrado pelo seu poder de renovação celular! O Redermic R Corrective UV FPS30, de La Roche-Posay, supre todas estas necessidades e é ideal para correção e proteção contra o envelhecimento causado por agressores ambientais. Converse com o seu dermatologista e veja se este antirrugas pode ser incluído na sua rotina de cuidados.

*Ficou com dúvidas? Entre em contato conosco e agende uma consulta!

MAKE PARA O CARNAVAL: QUAIS SUBSTÂNCIAS DEVEM FICAR LONGE DA SUA PELE DURANTE A FOLIA

 

Saiba quais são as substâncias que devemos evitar para os makes de Carnaval

Para garantir a diversão nos bloquinhos sem se preocupar com reações alérgicas na pele, é preciso ter cuidado com o tipo de adereços e substâncias utilizadas para compor a fantasia. É recomendado evitar tinta guache e pincéis atômicos – como as canetas usadas para quadro branco -, já que não são próprios para a pele. “Opte por maquiagens aprovadas dermatologicamente e que estejam, principalmente, dentro da validade”, disse.

Veja o preparo ideal da pele antes do make para a folia

É fundamental estar com a pele preparada para o evento, já que o suor e desidratação são quase inevitáveis. O filtro solar é o item mais importante – e ele pode ser de toque seco, para controlar a oleosidade excessiva, e ainda ter cor de base. “Procure limpar a pele com solução micelar, que não desidrata, antes de começar a se maquiar. Após esse passo, você pode aplicar um primer, que ajuda o make a aderir melhor à pele”.

Glitter: conheça os cuidados necessários antes de inseri-lo na sua maquiagem

Purpurina, lantejoulas e Carnaval são a combinação perfeita. Mas você já parou para pensar nos cuidados necessários antes de brilhar na folia? Normalmente, compramos esses enfeites e acabamos deixando guardados por muito tempo, não observando a validade do produto quando se vai usar novamente. Por isso, fique atenta a esse fato! Evite também aplicá-los nas regiões muito próximas aos olhos, pois são mais sensíveis e para que não grudem nos cílios, evitando pequenas lesões nas córneas e conjuntivite.

Entenda as melhores texturas de produtos para enfrentar a folia de Carnaval

Por causa do suor, as maquiagens à prova d’água são as mais indicadas, para que não escorram e parem dentro dos olhos ou irritem as regiões do pescoço e nuca. “A textura oil-free também é uma ótima alternativa, já que confere mais aderência à pele e evita o brilho extra”u. Após a limpeza da pele, para remover toda a maquiagem, é importante investir em hidratantes com ativos calmantes e no uso da água termal.

Fonte: dermaclub.com.br

DICAS PARA MANTER A MAQUIAGEM POR MAIS TEMPO NO VERÃO: APRENDA!

As altas temperaturas do verão podem ser um desafio para a mulher que quer terminar o dia com a maquiagem intacta. Alguns passos, no entanto, podem te ajudar a resistir ao calor intenso perfeitamente maquiada e ainda protegida dos raios solares. O segredo está todo na preparação da pele e na escolha dos produtos mais adequados ao seu tipo. Confira as dicas para manter a make sempre impecável na estação mais quente do ano.

Preparação é essencial: o que fazer antes mesmo de começar a se maquiar

Tudo começa com a escolha dos produtos mais indicados ao seu tipo de pele. Lave o rosto com um sabonete adequado às suas necessidades e, em seguida, utilize um tônico para retirar as impurezas que restaram. Depois, aplique um hidratante leve para garantir que a pele fique hidratada, receba bem a base e não craquele. O protetor solar é fundamental, sobretudo no verão, porque além de proteger, muitos produtos ainda contam com efeito matificante e de controle de oleosidade. Os primers dermatológicos e a água termal também são seus aliados durante a estação, uma vez que uniformizam e minimizam os poros, contribuindo para a fixação da maquiagem e aparência da pele em geral.

O que considerar na hora de escolher e aplicar os produtos da make?

Na hora da aplicação da base, dê preferência a produtos com cobertura mais leve. Assim, aposte em bases mais fininhas e de efeito matte para reter melhor a oleosidade da pele. Outra dica é usar sempre o mínimo de produto possível. Lembre-se que as altas temperaturas da estação fazem com que os produtos derretam mais facilmente, então uma cobertura mais fina vai deixar a pele com uma aparência mais bonita.

A técnica da aplicação da base também interfere na sua durabilidade. Dê preferência por utensílios como esponjas umedecidas e pincéis ao invés de aplicar com os dedos. Nossas mãos são oleosas e possuem bactérias, além do calor do corpo que pode mudar a textura dos produtos e interferir na aderência à pele.

Em locais mais específicos que por acaso necessitem de maior cobertura, aplique pontualmente o corretivo, mas sempre em pequena quantidade. Finalize a pele com pó compacto para manter tudo no lugar e mantenha-o a mão caso precise de algum retoque ao longo do dia. No mais, siga naturalmente sua rotina de maquiagem. Com essas dicas você está pronta para arrasar com a make intacta ao longo do dia todo!

Agora é anotar essas dicas e arrasar com a maquiagem por mais tempo!

 

Fonte: dermaclub.com.br

PROTEÇÃO SOLAR CORPORAL: ENTENDA A IMPORTÂNCIA E POR QUE REAPLICAR DURANTE A EXPOSIÇÃO AOS RAIOS

Possivelmente você já deve ter ouvido do seu dermatologista que a exposição excessiva ao sol pode causar diversos danos à pele e que, por isso, a aplicação e reaplicação diária do filtro é essencial. Mas sabia que, além do rosto, é fundamental que o corpo também seja protegido? Principalmente durante o verão, na praia, na piscina ou no parque, não podemos deixar esse hábito de lado.

Proteção solar na praia, piscina ou parques é importante. Entenda o porquê:

De acordo com a dermatologista Tatiane Curi, de São Paulo, a quantidade de áreas do corpo expostas à radiação solar durante o verão é maior e, muitas vezes, o tempo de exposição também. Pensando nos danos que estes fatores externos podem promover à pele, como queimaduras, envelhecimento e até câncer, é preciso atenção redobrada durante a temporada mais quente do ano. “Ficar debaixo da barraca ajuda, porém, não isenta de replicarmos o fotoprotetor”, explicou.

A exposição solar é mais intensa na praia

De acordo com a dermatologista, durante o verão, ficamos mais tempo ao ar livre e expostos ao sol, aumentando o risco de queimaduras solares. Sendo assim, o problema da praia é que a areia ajuda a refletir 17% da radiação ultravioleta. E para colaborar, a água do mar também possui esse efeito, refletindo 5 % dessa radiação. Por isso, quando estamos dentro do mar, a sensação de queimadura ou do efeito do sol demora a ser percebido e, muitas vezes, é aí que está o perigo. Por isso, na praia temos a sensação que queimamos mais do que na piscina! Por isso, temos que redobrar a atenção e caprichar na proteção solar.

Conheça quais são os efeitos nocivos do sol na pele devido o sal do mar

A Dra. Tatiane conta que a queimadura da pele ou seu bronzeamento estão diretamente relacionados a incidência de radiação ultravioleta. “O problema da praia é que essa incidência vem da areia, da água do mar e também do sal marinho que fica em suspensão quando a água evapora. Ou seja, tem radiação solar por todos os lados! Sem contar que uma das características do sal é roubar água do meio em que ele está. Assim, a pele na praia e, principalmente, o cabelo podem ficar mais desidratados com facilidade”, disse.

Preciso reaplicar o protetor solar durante a exposição na praia?

Segundo a dermatologista, o filtro solar é mais que primordial durante a exposição solar na praia. Nessa época de verão, o UVB, que é o principal causador do câncer da pele, apresenta-se mais intenso. Por isso, o filtro deve ser reaplicado a cada duas horas, sempre após transpiração excessiva ou prática de esporte ao ar livre. Também deve ser reaplicado após imersões prolongadas na água. “Além do filtro solar, o uso de óculos escuros, chapéus e evitar a exposição entre 10h e 16h devem ser respeitados. Nunca esqueça de proteger lábios, orelhas e dorso dos pés, que geralmente são áreas esquecidas por nós. Quanto a quantidade de filtro solar: uma camada generosa deve ser aplicada. Isso tudo, mesmo em dias nublados, já que aproximadamente 80% da radiação ultravioleta atravessa as nuvens. Então, não se engane com o “mormaço” e a falta de sol”, concluiu a médica.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

 

Fonte: dermaclub.com.br

Calendário biológico pode estar na glândula pituitária – repost

Cientistas acreditam ter descoberto a forma usada pelo corpo para rastrear a passagem das estações do ano, uma espécie de “calendário biológico”.

A equipe das universidades de Manchester e Edimburgo (Reino Unido)encontrou um grupo de milhares de células que podem existir tanto em “estado verão” como em “estado inverno”.

Em dias mais longos, as células mudam para o “modo verão”, ocorrendo o oposto quando passa a anoitecer mais cedo.

Segundo os pesquisadores, esse relógio anual determinaria quando animais procriam e hibernam e, em humanos, poderia alterar o relógio biológico.

Glândula pituitária

O grupo de 17 mil “células-calendário” foi encontrado na glândula pituitária, ou hipófise, que fica na base do cérebro e libera hormônios que controlam processos em todo o corpo.

Segundo a equipe, as células têm um sistema binário, assim como um computador, e podem existir em um dos dois estados – elas podem produzir substâncias químicas de inverno ou de verão.

A proporção de células-calendário em cada estado muda o ano todo, para marcar a passagem do tempo.

“Aparentemente, há um curto período do ano, no meio do inverno e no meio do verão, em que elas estão todas juntas em um estado ou em outro,” explicou o professor Andrew Loudon, membro da equipe.

Entretanto, ainda não está claro como o corpo sabe quando é primavera ou outono nos momentos em que as células-calendário estão divididas – algumas no modo verão e outras no modo inverno.

Ritmo circanual

Esse relógio anual, conhecido como ritmo circanual, é uma espécie de primode longo prazo do ritmo circadiano, que é diário e que nos mantém acordados na hora certa.

O padrão anual é usado para marcar o início dos períodos de migração, hibernação e acasalamento entre os animais.

Tanto o relógio biológico diário como o anual são controlados pela luz. Um exemplo disso é que o hormônio do sono, a melatonina, tem maior produção no inverno, quando os dias são mais escuros.

“Nós sabemos há algum tempo que a melatonina é importante para esses ritmos de longo prazo, mas como e onde isso funciona não ficou claro até agora,” afirma Loudon. “O próximo passo é entender como nossas células marcam a passagem do tempo.”

 

Fonte: http://www.diariodasaude.com.br/news.php?article=calendario-biologico-glandula-pituitaria&id=10875-pode-estar-na-gl-ndula-pituit%C3%A1ria

7 passos para uma pele de pêssego – repost

Para quem quer ter uma pele lisinha, sem marcas, com o colágeno em dia e viçosa, deve sempre controlar a temperatura do banho, que deve manter-se por voltar de 25° a 30° para não retirar a oleosidade natural da pele e deixá-la ressecada e desvitalizada.

A hidratação depois do banho é outra atitude importante. Escolha produtos adequados ao seu tipo de pele. Se sua pele estiver ressecada, produtos com fórmulas ricas em uréia, ácido lático, óleos naturais, aquaporine e alpha hidroxiácidos recuperam a hidratação natural.

1-Preste atenção ao sabonete, ele deve ser leve e hidratante. A aplicação do filtro solar também deve ser diária. A vantagem é que, atualmente, muitas marcas fazem associação de protetores solares com substâncias antioxidantes e antienvelhecimento. Escolha um com FPS entre 20 e 30 para o dia-a-dia.

2- Aplicação de ácidos leves, como glicólico, retinol (derivado da vitamina A) e retinaldeído são essenciais para a renovação celular e a produção de colágeno, o que garante firmeza e manutenção da textura, e também os suplementos de vitaminas C e E, licopeno, silício orgânico (exsynutriment), coenzima Q10, sempre sob supervisão médica. Eles ajudam a manter a hidratação da pele, estimulam a produção de colágeno e têm ação anti-radicais livres.

3- Os peelings químicos também podem ajudar a ter a tão sonhada pele de pêssego, pois eles renovam as células das camadas superficiais da epiderme e estimula a produção de colágeno, eliminando manchas e linhas finas e deixando a pele macia e uniforme. Eles podem ser superficiais ou mais profundos, dependendo da necessidade da pele.

5- A alimentação é muito importante para manter uma pele saudável. Inclua fibras, que mantêm o trato intestinal em dia, e alimentos antioxidantes, como frutas e verduras, que retardam o envelhecimento da pele. Evite o consumo de frituras e alimentos muito gordurosos e diminua a ingestão de café, álcool e sal.

6- Não se esqueça de beber muita água, que mantém a pele hidratada de dentro para fora e ajuda o organismo a eliminar toxinas. Consuma de seis a oito copos por dia e aumente a quantidade quando fizer atividades físicas e também no verão.

7- Conheça o seu tipo de pele: A Pele Seca precisa de muita hidratação. Escolha loções cremosas ou cremes, que hidratam mais. Pele Mista: oleosa na zona T e seca no restante do rosto, a pele mista precisa de hidratantes que mantenham a hidratação, mas sem deixá-la oleosa. Prefira a texturas em gel creme, loções oil free ou sérum. Já a Pele Oleosa precisa de hidratação, mas os produtos devem ser em gel ou sérum. Procure marcas consagradas de produtos e pense numa consulta com um dermatologista que orientará um cosmético com comprovação científica e que tem função de tratamento.

Para maiores informações acesse: Clínica de Pele

Curta nossa página no Facebook, e acompanhe nossas dicas de beleza, saúde e estética diariamente: Clínica de Pele no Facebook

O Sol: benefícios, malefícios e meios de proteção

O Sol é necessário à vida e possui benefícios reais. No entanto, é necessário moderação, pois os UV provocam efeitos nocivos na saúde da pele. Para controlar e aproveitar melhor os seus benefícios, é claramente indispensável a utilização de protecção solar com um índice elevado.

Sintomas

A quantidade certa de Sol

O Sol é indispensável à vida. Em doses moderadas, desempenha um papel benéfico:

  • no humor: o Sol pode ser um excelente tratamento contra determinadas formas de depressão sazonal;
  • na síntese da vitamina D, essencial à fixação do cálcio nos ossos: quinze minutos de exposição solar são suficientes.

Em doses excessivas, o Sol pode ser muito perigoso e provocar:

  • queimaduras solares, também chamadas eritemas solares: é o efeito nefasto imediato mais frequente de uma exposição ao Sol;
  • fotodermatoses: como a lucite ou outras dermatoses agravadas pelo Sol, a acne, o cloasma,o lúpus, a urticária solar, o vitiligo
  • fotossensibilizações;

A longo prazo, surgem mais alguns efeitos nefastos.

  • aceleração do envelhecimento cutâneo, traduzido pelo aparecimento de manchas, tez amarela, rugas profundas, perda de densidade e elasticidade da pele.
  • fotocarcinogénese (cancro cutâneo) provocado pelos UVB e UV

Causas

Os UV

Os efeitos do Sol na pele são provocados principalmente pelos raios UV. Os UVB estimulam o bronzeado da pele e são os principais responsáveis pelas queimaduras solares. Os UVA são indolores, mas muito insidiosos, penetram na pele mais profundamente; aceleram o envelhecimento cutâneo e podem provocar intolerâncias solares, normalmente designadas alergias solares e problemas de pigmentação.Os UVB e os UVA podem desencadear alterações no interior das células e danificar o ADN.

Cuidados

A protecção acima de tudo

Existem regras que devem respeitar-se, sempre, em caso de exposição solar:

  • evitar a exposição nas horas de maior intensidade solar;
  • aplicar o protector solar antes da exposição, em quantidade suficiente (duas camadas em vez de uma).
  • Renovar a aplicação, generosa e frequentemente, sobretudo após o banho ou se transpirar excessivamente.
  • não expor crianças de tenra idade à luz directa do sol. Após cada banho, deverá secar-se a criança com uma toalha e renovar a aplicação do protector solar específico para este tipo de pele frágil.

Deverá ter-se consciência que: determinados alimentos contribuem para melhorar a resistência da nossa pele ao Sol. Moléculas naturais como os carotenoídes, a vitamina C, presente nas frutas e legumes, ou a vitamina E contribuem para a fotoprotecção. No entanto, não substituem, de modo algum, uma boa protecção solar, indispensável em caso de exposição.

Fonte: laroche-posay.pt